Com a proximidade do inverno, podemos dizer com toda certeza que, assim como o casaco quente está para o homem, a manutenção preventiva está para os automóveis. Afinal, quando as altas temperaturas cedem lugar às baixas, um veículo precisa sim de cuidados especiais para fugir de alguns contratempos, e isso não envolve apenas uma manutenção preventiva.

Além disso, também vale lembrar que para todos os casos em que não se dá para evitar o que não é evitável, ter uma assistência automotiva durante 24h – como por exemplo, a oferecida pela CityCar – é sinônimo de segurança e economia para o motorista, uma vez que os serviços disponíveis conseguem remediar e/ou reverter praticamente todos os contratempos e eventualidades.

Continue com a gente e aprenda mais sobre os 10 cuidados mais importantes para não ter um carro quebrado durante o inverno!

1 – SEMPRE PREZE PELA BATERIA

Segundo especialistas, em períodos de frio, o óleo lubrificante do motor fica mais viscoso e dilata com mais dificuldade – consequentemente exigindo mais da bateria. E é aí, quando a carga vai embora mais rápido, que mora o perigo. Por isso batemos tanto na tecla da manutenção preventiva: nela, dá para verificar se o alternador e todos os outros componentes estão recarregando a bateria corretamente, de forma a não te deixar na mão quando você mais precisa.

bateria de carro + carro quebrado

2 – DÊ UMA ATENÇÃO ESPECIAL AO TANQUINHO

Talvez você nunca tenha ouvido falar dele, mas aqui entra aquela velha história de só darmos valor quando precisamos. É que o tanquinho – um reservatório de gasolina localizado próximo ao motor, que auxilia a partida de veículos abastecidos por etanol – merece uma atenção especial no inverno, já que ele só é acionado quando o clima  fica abaixo de 15°. O ideal é trocar a gasolina dele uma vez ao ano e, de preferência, por aquelas que têm maior durabilidade e octanagem, como a premium. Caso contrário, você pode ficar na mão na hora de dar a partida em um dia congelante.

3 – OPTE PELOS ÓLEOS INDICADOS DE FÁBRICA

Como falamos no primeiro tópico, no frio, os melhores óleos são aqueles menos viscosos, porque agem de forma mais prática na hora de lubrificar o motor. Por isso indicamos sempre que os motoristas optem pelos óleos indicados por cada fabricante – afinal, cada um deles sabe qual é o melhor e o que evita mais um carro quebrado, né?

óleo + carro quebrado

4 – ESQUEÇA A ÁGUA COMUM!

É essencial colocar o líquido correto no radiador – uma mistura composta por 50% de água desmineralizada e 50% de aditivo à base de etileno glicol – porque ele altera o ponto de ebulição e congelamento da água, o que evita tanto que ela ferva, como congele. Então, nada de colocar só água da torneira no sistema!

5 – “SEGURE A ONDA” NA PARTIDA

Se seu veículo possuir injeção eletrônica, o mais indicado é que nos primeiros quilômetros, ele seja conduzido de forma lenta e cautelosa, justamente para que a injeção faça o trabalho dela. E caso ele não tenha, vale utilizar o bom e velho truque para “esquentar” o motor antes de sair, acelerando até o motor alcançar a temperatura ideal. Da mesma forma, depois da partida, vale dirigir devagar nos minutos seguintes, combinado?

6 – NÃO CALIBRE OS PNEUS DE FORMA DIFERENTE!

Apenas verifique a pressão de cada um deles, de acordo com a calibragem recomendada geralmente no manual. Com o pneu calibrado, o automóvel ganha forças na estrada, melhorando a segurança e, claro, ajudando na economia de combustível.

calibrar o pneu + carro quebrado

7 – NÃO SE ESQUEÇA DE VERIFICAR AS MANGUEIRAS

Caso as correias estejam danificadas por causa do frio, as mangueiras não funcionam corretamente e acabam comprometendo o bom funcionamento do motor.

8 – LIGUE O AR-CONDICIONADO

Mesmo com as baixas temperaturas, é importante ligar o ar-condicionado pelo menos 15 minutos por semana, para que todos os componentes de refrigeração se mantenham lubrificados – o que ajuda a reduzir rachaduras e vazamentos nas mangueiras, vedadores e selos de borracha. E mais: esse cuidado também evita a proliferação de bactérias!

ar-condicionado + carro quebrado

9 – VERIFIQUE AS PALHETAS

Como a estação é propícia para chuvas – e até neve/geada –, é de extrema importância verificar as palhetas dos vidros dianteiro e traseiro – falamos sobre isso no artigo Manutenção do carro X segurança, entenda essa equação. Elas são essenciais para garantir ao motorista uma boa visibilidade da pista.

10 – TESTE TODAS AS LUZES

Sejam elas luzes traseiras, lâmpadas de sinalização, luzes de freio, faróis, luzes de condução ou qualquer outro tipo, é fundamental testá-las para utilizar no dia a dia, já que as noites de inverno costumam ser mais longas e escuras.

VOCÊ SABIA?

Não é lenda urbana – infelizmente. Pelo contrário: é bem verdade que com o clima mais gelado, o consumo do automóvel pode aumentar. E isso acontece porque quanto menor a temperatura, maior a massa de ar que caberá na câmara de combustão e, consequentemente, maior o de combustível. Como afirmou o engenheiro automotivo Gustavo Camara para a Quatro Rodas, “a quantidade da ar/combustível necessária para ocorrer a combustão é chamada mistura estequiométrica, que no caso da gasolina é 14,6:1 – ou seja são necessários 14,6 gramas de ar para 1 grama de combustível. Como a densidade do ar fica maior sob baixas temperaturas, mais gasolina é necessária para a combustão completa”. E ainda piora: é que também correm por fora os pneus – a pressão deles cai 1% a cada 6°, o que pode fazer com que aumente o atrito de rolamento -, o motor que gasta mais energia para chegar à sua temperatura normal e o aerodinâmico, que aumenta em função da maior densidade do ar frio.

Agora que você, motorista antenado e consciente, está a par de todos os cuidados básicos – desde a manutenção preventiva até a assistência automotiva – para o bom funcionamento e durabilidade do veículo (em especial no inverno), te convidamos a fazer uma simulação para a contratação de uma proteção veicular 24h e eliminar, de uma vez por todas, todas as chances de ser tachado como o proprietário de um carro quebrado!

GIF_02

About Redação Citycar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *