A importância da Gratidão – Dicas para ter mais felicidade e sucesso

A importância da Gratidão – Dicas para ter mais felicidade e sucesso

Nossos princípios e valores constroem o sucesso na vida.

Todos precisamos ter metas, objetivos e ambições. Isso é um fato. A diferença é o caminho que escolhemos trilhar em nossa jornada rumo à construção e preservação de nossas conquistas.

São esses caminhos que escolhemos que nos ajudam compreender como usamos nossos princípios e valores, e o quanto negligenciamos essas virtudes para justificar nosso sucesso.

É muito importante lembrarmos que pequenos gestos aplicados no dia a dia têm grande poder para reforçar ou destruir nossos princípios e valores; tanto para nosso próprio desenvolvimento quanto para influenciarmos outras pessoas em nossa caminhada.

Um destes gestos é ter um olhar grato por pequenas coisas, aparentemente insignificantes.

(O Mestre Jesus ensinou que podemos entender qual o nosso padrão de comportamento para grandes coisas pelo modo como tratamos às pequenas. [“O que é fiel no pouco será fiel no muito])

Por isso, ter um coração grato e exercitar “o agradecer” é uma das expressões construtivas do princípio da Gratidão, mas não somente isto. Nos concentrar em pensamentos positivos, atitudes de gentileza e generosidade podem modificarmos por completo nossa maneira de enxergarmos o mundo, também a forma como agimos e reagimos diante das mais variadas situações da vida, boas ou más.

Para isso, que tal transformarmos nossos pensamentos e investirmos no poder da Gratidão?

 Segue, mais algumas dicas riquíssimas para nos tornarmos pessoas de sucesso e mais gratas, a cada dia.

Qual é a importância da Gratidão?

A Gratidão está entre os princípios e valores mais importantes da vida.  Não se trata apenas de atitude. Mas, sim do olhar. De pensamentos e sentimentos que podemos desenvolver para inserir a apreciação como parte elementar de nós, que serão transformados em atitudes na vida.

Isso pode ser expresso em questões que são consideradas como naturais ou mesmo básicas em nosso cotidiano. Por exemplo: que tal a Gratidão diária por termos uma família unida? Ou sermos gratos por ter saúde para trabalharmos, considerando que o Brasil convive com uma crise grave na qual quase 13 milhões de pessoas estão desempregadas?

Aplicar a “Gratidão de coração” diária, apesar dos obstáculos do nosso caminho. Não nos deixando contaminar pelas circunstâncias, nem pelo negativismo. Exercitar a Gratidão mesmo após uma discussão familiar, horas no trânsito ou num projeto cujo resultado não saiu como o esperado, é um desafio para transformar nossas circunstâncias e só é possível a partir do olhar positivo de um coração grato.

Assim, poderemos espantar o desânimo, agradecendo pelas oportunidades. Agradecermos pelo aprendizado que podemos extrair a partir dessas situações adversas. Essas lições são experiências das quais certamente poderemos nos fortalecer e sair ainda mais resistentes.

Muitas vezes vemos pessoas pensando em como será seu futuro, criando expectativas e sonhos sobre o que planejam alcançar na vida. Muitas pessoas pensam em seus ganhos materiais, no que planejam acumular, na felicidade e harmonia que planejam alcançar em suas vidas. Pensam em metas, em estratégias, achando que estão fazendo certo. Precisamos fazer isso da maneira neurologicamente correta. Se nos pedissem para fazer uma lista dos nossos sonhos, uma lista onde tudo é possível, escreveríamos muitas das coisas que sonhamos e esperávamos, acreditando que se conseguíssemos alcançá-las, seríamos mais felizes e mais realizados. Mas,  precisamos fazer outra lista tão poderosa quanto a nossa lista dos sonhos. Esta lista não é sobre coisas que planejamos realizar, mas uma lista de coisas que temos e fazemos. Estamos falando de uma lista da “Gratidão”.

A neurociência explica a ação da Gratidão em nosso corpo. Quando geramos sentimentos de Gratidão em nossos pensamentos, ativamos o sistema cerebral de recompensa, localizado em uma área chamada ‘Núcleo Accumbens’. Este sistema é o responsável pela sensação de bem-estar e prazer do nosso corpo. O sistema de recompensa do cérebro é a base neurológica da satisfação e autoestima. Exercitar a Gratidão estimula a ação dessa área. Quando o cérebro identifica que algo bom aconteceu. Que algo deu certo e que tivemos sucesso ou que existem coisas na vida que merecem reconhecimento e somos gratos.

Por isso, há uma liberação de uma substância chamada dopamina, que é um neurotransmissor importante. Ou seja, uma substância que transmite mensagens entre neurônios. Essa região é ativada pela dopamina e aumenta sua sensação de prazer. Por isso, as pessoas que manifestam Gratidão apresentam níveis elevados e sempre superiores de emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo. Mas para que a Gratidão exista, ela precisa primeiro ser construída através de nossos pensamentos. Então você precisa ter isso em mente: pensar nas coisas que você já conquistou, já recebeu, sejam coisas simples ou grandes conquistas. Coisas materiais ou importantes relacionamentos. Gerar sentimentos de Gratidão é uma escolha. É isso: você escolhe pensar construir esse reconhecimento interno, independe das circunstâncias que você está vivendo hoje: como condição de saúde, beleza física ou riqueza material. Em outra via neural, a Gratidão também estimula as vias cerebrais que liberam um hormônio chamado oxitocina que estimula o afeto, traz tranquilidade, reduz a ansiedade, o medo e a fobia.

A ocitocina é produzida em uma área do cérebro chamada hipotálamo (que é a conexão entre o sistema nervoso e o sistema endócrino que libera a ocitocina para a corrente sanguínea). Por isso, praticar o sentimento de Gratidão também dissolve o sentimento de medo, agonia e raiva, facilitando o controle desses estados mentais tóxicos e desnecessários

Benefícios da Gratidão

Com esse exercício diário, a insatisfação, a ansiedade e até mesmo outras adversidades que tendemos a tolerar, como o sentimento de inferioridade, poderão ser extraídos de nossos pensamentos consequentemente, das atitudes da vida.

Para reforçarmos essas boas ideias, listamos abaixo alguns dos principais benefícios da Gratidão nessa mudança comportamental:

– O estresse será aliviado, uma vez que não deixaremos que algumas questões cotidianas influenciem na qualidade de vida;

– As emoções positivas aflorarão e passaremos a gerar mais bem-estar em nós mesmos, também para os entes queridos com os quais nossa rotina é compartilhada;

– Relacionamentos são fortalecidos. Afinal, mesmo diante de conflitos, nossos pensamentos e atitudes serão mais apreciados quando não são impulsivos. São ponderados, racionais e mais focados na resolução dos problemas e não em disputas;

– A empatia será também enriquecida, já que a Gratidão tem tudo a ver com o “tirar o melhor das pessoas e das situações”;

– A saúde física e emocional também será fortalecida. (sabemos que a mente saudável melhora as respostas do sistema imunológico do corpo)

– As prioridades podem estar em seus devidos lugares. Por exemplo: Apesar de ser importante, o dinheiro pode estar em uma prioridade secundária. Uma ideia mais eficiente é colocar o foco na maior dedicação para construção do sucesso profissional para que o enriquecimento se transforme em ótima consequência;

– A Gratidão nos torna mais conscientes daquilo que temos, e do quanto podemos agradecer pelas pequenas coisas.

Desejamos que ao refletir sobre a Gratidão, fique claro em seus pensamentos e sentimentos o quanto a Gratidão influencia na autoestima e pode ser um divisor de águas na maneira com a qual enxergamos o mundo ao entorno. Ter uma visão mais positiva da vida evita a acomodação nas circunstâncias. Nos estimula a almejar sonhos e metas cada vez mais ambiciosos!

Praticando a Gratidão no dia a dia:

Vimos a importância da Gratidão e o seu impacto em nossa mente e corpo. Agora, veremos como desenvolvê-la para que sejamos pessoas gratas e capazes de influenciar o meio onde estamos inseridos. Você vai ver como são atitudes simples, fáceis de implementar (embora o desafio seja a manutenção desses pensamentos no dia a dia) e de grande impacto na sua rotina.

1. Apreciar tudo, até mesmo as pequenas coisas

Não precisamos ter Gratidão apenas pelas grandes conquistas. Como já destacamos, experimentar agradecer pelas pequenas coisas do dia a dia. Isso tudo ajudará a estimular e criar um padrão de apreciação pelas mínimas vitórias. Com o tempo, reprogramaremos os pensamentos e abriremos portas para o positivo.

Um exercício interessante para reconhecermos as situações das quais poderemos agradecer é escrever diariamente. Escrever como foi o dia e passe a identificar tudo aquilo que podemos explorar destes sentimentos tão bem-vindos.

2. Viver o presente

Muitas vezes, nossas ambições, mesmo as pequenas, fazem com que queiramos avaliar apenas o resultado. Com isso, esquecemos do presente, que é o exercício, o esforço e até mesmo o aprendizado nas frustrações.

Vivenciar o presente é importante porque, além de fazer com que tenhamos motivações contínuas para persistir, serve para que entendamos que mesmo as pequenas mudanças exigem grande força de vontade. E, acredite, isso é fundamental.

3. Relacionar-nos mais com os seus entes queridos

Amigos e familiares são ativos valiosíssimos em nossas vidas, e em qualquer etapa dela. Nas conquistas e nas decepções, eles nos ensinam, apoiam e encorajam quando sentimos que não temos forças para isso.

E, com a Gratidão, você transforma isso em uma troca. As pessoas podem nos enxergar como esse pilar de força e também o serão para nós, quando precisarmos.

4. Expressar Gratidão

Mais do que ter Gratidão, exponha-a. Em nossa cotidiana conquista da felicidade, podemos exteriorizar o sentimento positivo para contagiar as outras pessoas e ter sempre em mente que estamos avançando na busca por um sentimento positivo agregado à rotina.

5. Evitar as reclamações

Dificuldades existem, isso é um fato, bem como os diferentes graus de desafios para vencermos em qualquer uma de nossas metas e objetivos. Para tanto, as decepções e os obstáculos enfrentados não devem se tornar o foco, mas um natural combustível para a perseverança.

6. Evitar comparações

Quando nos colocamos no lugar de outras pessoas, estamos exercitando a empatia. (Mas isso não deve servir para desenvolver a Gratidão. Especialmente, se esse pensamento está direcionado à frustração em não ter algo, enquanto outros têm em demasia ou com extrema facilidade.)

Portanto, use a Gratidão para focar naquilo que você faz, tem e é para torna-se uma pessoa melhor a partir desses aspectos (e também apesar deles, já que são características pessoais, únicas).

7. Aprenda a perdoar

Rancor, arrogância, lamentação e outros sentimentos negativos não trazem benefício algum. Pelo contrário: eles criam raízes que travam, emocional e fisicamente nosso desenvolvimento.

Não à toa: o perdão é a verdadeira forma de Gratidão: é compreender o que acontece com a outra pessoa para estar em paz consigo mesmo.

8. Valorize o que você tem

É comum ver as pessoas desejando mais o que os outros possuem. É necessário que tenhamos uma visão mais positiva daquilo que já temos, somos e fazemos.

Para isso, experimente a Gratidão por aquilo que já existe na vida.

9. Lembre-se que a Gratidão precisa fazer parte de tudo

É necessário lembrar de agradecer por tudo, e não só por aquilo que desejamos. Um dia de sol é importante para diversas coisas, assim como os dias de chuva são maravilhosos para cuidar da natureza.

Então, aprender abrir os olhos do coração para além das nossas preocupações nos ajudará criar uma perspectiva mais ampla e colaborativa a respeito do mundo inteiro.

 Precisamos entender que ser Grato não é apenas “ser educado”. É entender que nosso cérebro não é capaz de sentir Gratidão e infelicidade ao mesmo tempo. Então, ocupe suas frequências cerebrais com sentimentos diários de Gratidão. Permitindo a superação dos obstáculos do caminho. Tornando os objetivos e conquistas mais fáceis de serem conquistados.

Para que o dia comece de forma positiva, pela manhã, ao sair de casa, procuremos pensar nos vários e muitos motivos que temos para sermos gratos. E terminar o dia refletindo quais foram as conquistas naquele dia que nos deixaram felizes. Quais foram as pessoas que cruzaram nosso caminho e que hoje que nos ensinam.  Pensar e sentir com Gratidão.

Valorize a Gratidão de hoje para mudar o amanhã

Nunca se esqueça que as coisas pelas quais agradecemos hoje são também, aquelas pelas quais vamos relembrar de agradecer no futuro. Ser grato é também cuidar da família, amigos e do patrimônio. (Ser grato é também proteger. E de Proteção a Citycar entende)

Exercite Gratidão! Faça esta experiência neural tão poderosa E surpreenda-se!

Mude sua vida e transforme-a em uma vida abundante e feliz.

Fonte:

https://neurocienciacoach.com.br/blog